Despesas com saúde podem ser deduzidas integralmente no IR 2019

Entre os gastos deduzidos aparecem pagamentos efetuados a médicos, exames laboratoriais e próteses ortopédicas e dentárias

Ao preencher a declaração de Imposto de Renda deste ano, os contribuintes precisam ficar atentos para listas todas as despesas médicas ou de hospitalização pagas para o seu próprio tratamento ou de seus dependentes. Os valores podem ser integralmente deduzidos na declaração.

Entre os gastos passíveis de dedução figuram os pagamentos efetuados a médicos de qualquer especialidade, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e hospitais.

Também entram na lista as despesas provenientes de exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.

Receita já recebeu quase 500 mil declarações do Imposto de Renda

Para que as despesas sejam confirmadas e validades pelo Fisco, é recomendável que os contribuintes tenham em mãos documentos originais que indiquem, no mínimo, nome, endereço e número de inscrição no CPF ou CNPJ de quem prestou o serviço.

“É importante que se tenha essa documentação em mãos na hora de elaborar a declaração”, explica João Altair Caetano dos Santos, conselheiro do CFC (Conselho Federal de Contabilidade).

Sistema inteligente beneficia quem preenche modelo completo do IR

Os valores gastos com saúde devem ser informados e comprovados na ficha Pagamentos Efetuados da Declaração de Ajuste Anual. Na falta da documentação, é aceita a indicação do cheque nominativo com que foi efetuado o pagamento.

A compra de medicamentos e vacinas, valores pagos na prestação dos serviços de coleta, seleção e armazenagem de células tronco oriundas de cordão umbilical e gastos com exames de DNA não são dedutíveis. A justificativa para a não dedução leva em conta que as despesas “não se referem a tratamento de doenças ou recuperação da saúde física e mental”

Fonte: R7